sábado, 15 de fevereiro de 2014

Rotina De Um Ipatinguense

Nas minha retinas,
Vem Ipatinga ainda menina.
Na minha rotina,
Vem me encantar, toda hora, todo dia.

Nos meus sonhos,
Sinto e vejo quem somos:
Negros e brancos, jovens e idosos,
Todos esses resmungões ou amorosos.

Ipatinga em mim reinou,
E então se revelou,
Uma eterna menina.

Ipatinga, minha vida
Se demonstrou,
Ou até mais que isso, o que sou.

Simon-Poeta homenageando Ipatinga, cidade mãe e aconchego.

Sua Opinião:

1 comentários:

Boa tarde, Simon. Bonita a sua poesia, uma homenagem de quem realmente transpira a cidade natal.
Parabéns!
Tenha um lindo fim de semana de paz!
Beijos na alma!

Estou a convite da escritora Rosa Mattos, promovendo o sorteio do romance sobrenatural dela chamado "PAREDES VIVAS", no meu blog "CARINHOS EM SELOS".

http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/

Gostaria que lesse a postagem e participasse. É a coisa mais fácil que tem.
Boa sorte a você e a todos que lerem e participarem deixando o seu comentário!

Enviar um comentário