sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

OS TRÊS ERRES - Homenagem ao Professor Antônio

Um humilde e simples poema dedicado ao grande professor de comunicação aplicada (antes de filosofia), Antônio (Tony Queiroga).


Uma vez, do nada
tudo me solucionou,
O homem sábio dizia
o que há muito tempo estudou.
Ensinava-me sobre os três erres
da prática budista,
Numa forma individual, 
E ao mesmo tempo, toda coletiva,
aos que estava na sala,
Uma semana antes do carnaval.

Como feixes de luz,
Três erres surgiram da lousa
como se tomassem forma de sentimento,
E comportamento de um humano.

—R, R, R: os três da prática budista... — Exclamou Antônio,
E no meu ponto de vista,
Veio esclarecer
o que pensava dele...
Creio que o mesmo pensava você.

—O primeiro R é o respeito a si;
O segundo, é o respeito ao próximo
e o terceiro a responsabilidade... — Apontando para a lousa, disse o filósofo.

Voltou ao primeiro erre e confessou sua vaidade,
Seu respeito ao próprio corpo.
Esta era a pessoal verdade
da sinceridade que disse ao outro.

Naquele dia, aprendi muitas outras coisas,
E todos da sala também aprenderam
com aquele professor dedicado.
Muito bom era estar do seu lado,
E todas as quintas-feiras vê-lo.
Divertido e engraçado,
Sério e responsável;
Sempre irei me lembrar,
Que naquele dia,
pude presente estar
a uma categoria
de ensino inovadora.

Jamais me esquecerei,
Do dia em que parei
para pensar
quão extensa era a filosofia
quando bem ensinada.

Simon-Poeta

Sua Opinião:

0 comentários:

Enviar um comentário