sábado, 8 de fevereiro de 2014

Desejo Matinal

Tivemos uma noite toda...
Usamo-na por completo;
Mas de manhã, teu jeito esperto,
Faz-me tomar teu leito em minha boca.

Chovemos a noite toda...
Regamos os amores sós que não se encontram,
Nossos olhos se alertam,
A um futuro ou a uma coisa boba.

Amamos a noite toda...
Me agarrou por todos os minutos dela;
Suas unhas marcaram minha pele, e um vela,
Queimou meu peito à tona.

Sonhamos a noite toda...
Mas estávamos acordados,
Nossos amores sonhados,
Viraram realidade, e entraram na moda.

Bebemos a noite toda...
Embriagados pela paixão,
O vinho aquecia o coração,
Mesmo se estivéssemos lá fora.

Acordamos então na manhã,
Não quero daqui sair...
Venha tomar-me em si,
Venha, não seja vã.

Nossas bocas se tocam...
Lentamente vou afagando seu corpo por inteiro,
Dos pés ao cabelo,
Nossos desejos se encontram.

Simon-Poeta

Sua Opinião:

0 comentários:

Enviar um comentário