sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

ESTUPIDEZ HUMANA


Quando nascemos,
Somos destinados a fazer o que a sociedade quer...
Os homens fazem xixi de pé, e as mulheres sentadas...
Somos obrigados a aprendermos que o espiritismo é obra do diabo,
Aprendemos também que Deus está apenas na igreja católica ou na evangélica...
As pessoas devem ser heteras,
Senão são vistas com diferença e até como aberrações.
Temos um nariz no centro da face...
Nossa tez nasce lisa e a cada semana, vai engrossando e ficando seca.
Somos também obrigados a acreditar que Deus existe, e se acreditarmos, somos obrigados a ouvir que Ele é bondoso e gentil.
Temos o diabo como referência do mal, e o mal como referência da morte...
Não entendo como os padres ainda dizem:
Deus o levou à morte para a vida eterna...
Mas Ele mesmo matou. Então não seria Ele o fruto do mal?
Somos obrigados a ter um pai e uma mãe...
Os casais do mesmo sexo não podem ter sua prole...
Deus queria que o mundo não caísse em pecado,
Mas mesmo assim criou o demônio.
Ele não sabe de tudo que acontecerá no futuro?
Então como não previu que o diabo iria querer o mal para a humanidade?
Nós somos obrigados a seguir leis, ordens e regras...
Dizem eles que por um país e um mundo melhor.
As regras que mudam o mundo, são aquelas do amor... sem guerra...
Os que mais dizem não a guerra, são os primeiros a atirarem a bomba.
Ah! Nós humanos...
Tão frágeis,
Tão héteros,
Tão racistas...
Tão coloridos.
Tão religiosos!
Somos governados por quem talvez nem se importa conosco, e talvez nem pensa em nós. Somos obrigados a abaixar o tom de voz aos mais velhos, mesmo quando estão errados.
Quando os pais estão errados, têm razão para todo mundo.
Seus irmãos chamam a atenção do sobrinho porque não está conversando com o próprio pai... sabe que o pai está errado, pelo pior modo de se criar um filho, mas o defende.
Somos obrigados a andarmos vestidos... pois a roupa define o caráter da pessoa.
Somos obrigados a ver os milionários com diferença, pois dependemos deles, embora digam sempre, nos comerciais da TV: "Você é a nossa atenção...", "Nós precisamos de você!".
Somos obrigados desde que nascemos, a honrar a Pátria... por pior que seja ou que esteja...
Somos obrigados a cantar o Hino Nacional nas escolas... quem não fizer isso fica de castigo.
Chamam nossa atenção quando não comemos verduras...
Eles nem mesmo conhecem nossos dias e nossas vidas.
Quando alguém entra em depressão, é vista com maus olhos, porque são fracas e humanas demais... são frágeis e se emocionam por qualquer coisa.
Todos querem que o filho seja um advogado, um médico... mas não imploram para que sejam pedreiros, garis ou fazendeiros... imagine se o mundo não puder ter mais prédios em cima de prédios... imagine todos sem o arroz e sem o feijão para o almoço.
Os mercados vazios, sem ninguém para trabalhar nos caixas por medo de serem roubados.
O mundo é estúpido....
O mundo é inútil.
Tudo que eles impõem para nossa vida, obedecemos em silêncio.
Nada, é mais convincente, que viver livre... livre como um passarinho.
Mas de nada adianta essa desgraça tosca.
Pegam os passarinhos e os prendem em gaiolas, para admirar a beleza de seu canto de sofrimento e saudade. 
Saudade de seus voos planados, compostos por alegria infinita, e felicidade constante.
Ah! Queria eu não ter vindo a esse mundo...
Queria eu não ter existido e nem imaginado, pelo inferno e pelo céu. Queria eu ser nada... mais nada do que sou.
Não existo para o sistema...
Não queria existir para mim mesmo!

Simon-Poeta

Sua Opinião:

0 comentários:

Enviar um comentário