quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Soneto ao Não Esquecimento


Você se infiltra em minha cabeça,
Afim de que eu possa te esquecer,
Mas antes que de ti eu me esqueça,
Te digo que sem tu, não sei viver.

Minha boca se choca com a sua,
Minha vida já sabe o que quer,
Viver contigo em um lugar qualquer,
Seja no conforto de uma mansão, ou na desgraça de uma rua.

Quero apenas te dizer,
Jamais me esquecerei,
Das coisas boas que vivi...

Tudo que eu quero, é que você,
Saiba o que eu sei:
NÃO SEI VIVER SEM TI.

Simon-Poeta

Sua Opinião:

0 comentários:

Enviar um comentário