sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Canção de solidão



Ao Rei do Brega

Cantei... desde "garçom"
a "deixa de banca"
não sei mais onde esconder,
a música acabou para mim,
a mesma que curou-me da solidão
e tirou a tristeza de mim...

Hoje passarei uma noite vazia,
como foram todas as noites para mim,
será carregada de melancolia,
sem a música para me servir...

Sentirei tremenda
saudade da música, mas
mesmo com a voz em meu coração
será apenas instrumental, não
sei o que faço sem Reginaldo...

Ainda sou novo e não posso beber,
não tenho amigos na boemia,
só posso querer esquecer...
Segue sem ritmo a canção,
não tem mais ritmo sem o rei,m
enterro-me no brega e na solidão,
até que a morte venha me envolver...

Sua Opinião:

1 comentários:

Enviar um comentário